Mais informações sobre o Gengibre

Publicado: agosto 10, 2013 em Alimentação, Saúde e Boa Forma

” (…)

De acordo com a nutricionista especialista em Fitoterapia Funcional, Suely Iglesias, o gingerol – responsável pelo sabor picante – é uma das substâncias ativas presentes no gengibre com ações benéficas ao organismo. “É antifúngico, anti-inflamatório, analgésico, antipirético, inibe a agregação das plaquetas evitando o aparecimento de trombos, ação cardiotônica, efeito protetor de células nervosas contra doenças degenerativas e atividade protetora contra câncer“, lista.

Pouco calórico por não conter gorduras e nem sódio, o gengibre possui vitaminas A, B3, B6, folato e sais minerais como cobre, magnésio, selênio, zinco e potássio. O rizoma é bastante usado no combate a gripes e resfriados, pois atua como expectorante e antitussígeno. Além disso, ajuda a estimular o apetite e a controlar náuseas e vômitos. O alimento é apontado, ainda, como um auxílio extra em casos de dores de cabeça, doenças reumáticas, cólicas menstruais e dificuldades na circulação periférica. Sua ação antioxidante dá uma mãozinha não só para o sistema imunológico, mas também para a pele, prevenindo o envelhecimento precoce (…). Entre todos os benefícios os mais visíveis são a melhora do processo digestório, assim como das queixas gástricas.

O efeito termogênico do gengibre também é bastante importante. E isso é responsabilidade do gingerol (…), que auxilia na perda de peso. “A termogênese é a capacidade de equilibrar a temperatura interna do corpo com a do meio ambiente. Faz parte do mecanismo termo regulação, que permite a certos seres vivos gastarem energia para produzir e dispersar calor de acordo com as mudanças no meio externo ou com as necessidades internas. A termogênese está estritamente associada ao metabolismo”, explica.

Já a termogênese alimentar é a energia que consumimos para processar e digerir os alimentos. “Se uma pessoa consome ingredientes hipercalóricos, notará que transpirou após a refeição, porque o organismo procura eliminar, sob a forma de calor, a energia que está sendo armazenada sob a forma de gordura. Mas existem alguns alimentos, chamados termogênicos, que tornam o processo da digestão mais lento, ou que aumentam a queima de calorias, como o gengibre”, esclarece a nutricionista.

Então, para quem quer enxugar as medidas a dica é usá-lo antes das refeições, pois minimiza a quebra das gorduras dificultando sua absorção. “Além disso, o gengibre aumenta o valor de PH dos ácidos estomacais, reduzindo as taxas de secreção gástrica, acelerado a atividade das enzimas necessárias para a digestão“, ressalta Suely.

Ser aliado da perda de peso já faz do gengibre um amigo do peito. Então, o que dizer sobre suas propriedades afrodisíacas? “O gengibre funciona como um estimulante do sistema circulatório, o que pode ter como consequência o aumento do poder e desejo sexual”, diz a especialista.

Como é possível perceber, o gengibre é excelente para a saúde. No entanto, existem alguns fatores de risco que merecem atenção. “Algumas mulheres relatam um sangramento menstrual extra ao tomar o gengibre de uma forma intensiva”, pontua Suely, explicando que isso acontece porque o alimento é um vasodilatador. Por isso, quando tomado em quantidades elevadas pode favorecer o sangramento por menstruação. Alta dose de gengibre também pode agravar alguns problemas de coração. “Não use gengibre em grandes quantidades se você tiver um problema cardíaco“, aconselha.

O uso de gengibre durante a gravidez é controverso. Existe alguma preocupação de que o gengibre possa afetar os hormônios sexuais fetais. No entanto, estudos em mulheres grávidas não confirmam esse estudo e sugerem que o gengibre pode ser usado com segurança. “Por ainda não ser claro se o gengibre pode ter algumas contra indicações na gravidez sugere-se um consumo pouco intensivo do gengibre e que consulte o médico”, observa a nutricionista, completando que também não existem estudos conclusivos que apontem fatores de risco no consumo de gengibre de uma forma moderada durante a amamentação. E mais: pessoas que sofrem com hipertensão arterial ou têm problemas no estômago, como gastrite e úlcera, devem buscar orientação médica antes de começar a consumir gengibre diariamente.

O gengibre pode ser encontrado em forma de cristais mastigáveis, desidratado em cápsulas ou em pó e fresco, o que seria o ideal. Para fazer uma boa compra, segundo Suely, a aparência é muito importante, pois geralmente quando ele está ressecado por fora, fica murcho por dentro. “Para garantir uma boa escolha, verifique se o alimento está liso, claro e firme”, ensina. A nutricionista também ressalta que quanto mais velha for, mais picante será o seu sabor. (…)

Fonte: Informação retirada do Portal Yahoo no dia 10 de agosto de 2013:

http://br.mulher.yahoo.com/gengibre-detox-emagrecedor-afrodis-aco-e-muito-mais-140200894.html?page=all

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s