Arquivo de março, 2014

” (…)

Suco anticelulite – Abacaxi, Couve, hortelã, salsa e água de coco.
O abacaxi e a hortelã facilitam a digestão, o que favorece o emagrecimento, graças ao bom funcionamento do intestino. Salsa e água de coco são alimentos diuréticos, aumentam o fluxo urinário, enquanto a couve promove a desintoxicação do corpo. “Unindo tudo isso, com alimentos livres de toxinas, a pele vai melhorar muito e ajuda a combater a celulite”, explica Brunna.

Suco anti-inchaço – Capim cidreira, lima da Pérsia e melancia.
Os ingredientes escolhidos ajudam a diminuir medidas. O capim cidreira apresenta efeito diurético, assim como a melancia. Já a lima da Pérsia é digestiva e promove o detox do organismo.

Suco anti-inchaço Plus – Capim cidreira, lima da Pérsia e melão.
Os dois primeiros ingredientes se repetem entre os sucos anti-inchaço e anti-inchaço plus. A diferença é a fruta! O melão potencializa o efeito de desinchar, porque é um dos alimentos mais ricos em potássio, nutriente que ajuda nesse problema.

Suco desintoxicante – Abacaxi, gengibre, limão e água.
Enquanto o abacaxi faz o intestino funcionar com perfeição, o limão ajuda no detox do fígado e do organismo como um todo, eliminando toxinas. Já o gengibre é um alimento anti-inflamatório, antioxidante e termogênico. (…)”

Fonte: Informação retirada do Portal Bolsa de Mulher no dia 08 de março de 2014:

http://www.bolsademulher.com/corpo/sucos-especiais-combatem-a-celulite-e-reduzem-medidas/

Suco desintoxicante

Publicado: março 7, 2014 em Bebidas

A ingestão de suco desintoxicante ajuda a eliminar, de maneira natural, as toxinas acumuladas no corpo ao longo do dia a dia.

(…)

Suco desintoxicante para emagrecer title=

Ingredientes:

  • 200 ml de água de coco
  • 1/2 cenoura
  • 1 maçã
  • 1/2 pepino
  • 1 colher de sopa de semente de chia
  • 1 folha de couve
  • Hortelã a gosto

 

Modo de preparo:

Bata bem todos os ingredientes no liquidificador ou em uma centrífuga. Coe se necessário e evite adoçar com açúcar ou adoçante.

Fonte: Informação retirada do Portal Bolsa de Mulher no dia 07 de março de 2014:

http://www.bolsademulher.com/corpo/suco-desintoxicante-para-emagrecer/

” (…)

Quando o organismo não encontra níveis normais de cálcio para utilização, retira o mineral dos reservatórios (ossos e dentes, (…)). Por isso, um dos problemas mais conhecidos é a osteoporose, doença silenciosa que acomete o esqueleto, deixando os ossos fracos com o passar da idade. Crianças também sofrem sem o cálcio: a carência leva ao raquitismo.

(…) “O corpo responde bem à absorção do cálcio que vem de alimentos como vegetais folhosos verde escuros, peixes – principalmente a sardinha e atum -, algas marinhas, gergelim, aveia, couve, amêndoa, castanha do pará, queijo tofu e leite de vaca” (…)

São erros que prejudicam a absorção adequada de cálcio:

” (…)

Excesso de sódio

Sódio e cálcio competem no seu local de absorção. Além disso, o excesso de sódio faz com que o cálcio seja eliminado na urina.

Presença de oxalatos

O ácido oxálico aumenta a eliminação de cálcio pelas fezes. Então, tenha cuidado ao consumir gérmen de trigo, nozes, feijão, espinafre, manteiga, tomate e acelga em demasia. Quando um deles estiver no prato, aposte em alimentos que ajudem a absorver bem o cálcio para complementar a refeição.

Deficiência de vitamina D

A ação da luz do sol sobre a pele converte uma substância química naturalmente presente no corpo em vitamina D ativa. Essa, por sua vez é transformada nos rins em Calcitrol, hormônio responsável pela absorção do cálcio no intestino. Carência de vitamina D leva à dificuldade de absorção do cálcio. Alimentos como óleo de fígado de bacalhau, atum enlatado em água, sardinhas enlatadas em óleo, leite, iogurte e queijos, carne ou fígado de vitela, gema de ovo e alguns cereais enriquecidos podem ser boa fonte de vitamina D.

Pouco magnésio

Para que ocorra a absorção correta do cálcio é necessário um equilíbrio entre o cálcio e o magnésio. Então, se não tem magnésio, o cálcio também não está sendo bem absorvido. Incluir amêndoas, nozes, frutas, leite, cereais em grãos e vegetais na alimentação pode dar uma ajuda nesse sentido.

Muito açúcar

O exagero no açúcar provoca a acidez sanguínea, fazendo com que o cálcio e magnésio sejam metabolizados na tentativa de equilibrar o PH do sangue.

Excesso de fósforo

Quem abusa de enlatados e refrigerantes pode, em longo prazo, sofrer com o aparecimento da osteoporose por causa da grande concentração de fósforo nas composições. É que ele é responsável por liberar o hormônio que controla a quantidade de cálcio nas células e nos ossos. Se a taxa desse hormônio estiver elevada, mobiliza mais cálcio para corrente sanguínea, descalcificando os ossos.

Álcool só na medida

O álcool em excesso aumenta a eliminação de cálcio, além de magnésio e zinco pela urina. Todos esses minerais são agentes importantes da matriz óssea. As pessoas que abusam da bebida alcoólica também têm dificuldades para ativar a vitamina D presente no organismo.

Abusar da cafeína

Muita cafeína no dia a dia contribui para o aumento da excreção urinária de cálcio, pois tem efeito diurético.

Excesso de proteína

Como o organismo precisa de cálcio para poder metabolizar a proteína, o excesso dela faz com que o corpo precise de mais cálcio.

Cuidado com alimentos ferrosos

Quando estiver ingerindo alimentos ricos em cálcio, evite consumir na mesma refeição produtos ricos em ferro, como carne e ovos. O ferro prejudica a absorção do cálcio pelo organismo.

Fonte: Informação retirada do Portal Yahoo no dia 06 de março de 2014:

http://br.mulher.yahoo.com/dez-erros-que-prejudicam-absor-o-c-lcio-122900629.html?page=all

São os alimentos que possuem propriedades digestivas:

” (…)

Fibras
As fibras (…) prolongam o tempo que o alimento permanece no tubo digestivo. Tanto as fibras insolúveis (cerais e farelos) quanto as solúveis (frutas, legumes e verduras) são recomendadas, porém vale lembrar que o mecanismo de ação de cada uma é diferente. “As fibras insolúveis não são digeridas, e atuam aumentando a velocidade intestinal, contribuindo principalmente para o bom funcionamento intestinal e a prevenção de doenças no intestino“, diz o gastroenterologista Irineu Pantoja, de São Paulo. Já as solúveis agem retendo líquidos, formando um gel viscoso no estômago que retarda o esvaziamento gástrico, promovendo mais saciedade. O consumo ideal é de 25 a 30g ao dia de fibras no geral. Lembrando que, para ter efeito desejado, é importante consumir as fibras em conjunto com a água. “Ela que irá ajudar na formação do bolo fecal, melhorando o fluxo do intestino”, completa Irineu.

Ameixa
Por conta do seu alto teor de fibras e da presença de determinados ácidos orgânicos digestivos, a ameixa é um fruta com potencial laxativo, capaz de melhorar o trânsito intestinal. “A quantidade depende do consumo de outras fibras provenientes da alimentação, mas uma média de uma a duas ameixas por dia seria ideal para pessoas com o intestino preso“, diz a nutricionista Thatiana Galante, de São Paulo.

Gengibre
Essa raiz auxilia na secreção gástrica e tem um poder anti-inflamatório natural, auxiliando na digestão e em quadros de gastrite, além de melhorar a sensação de queimação, dor e náusea. “O gengibre pode ser consumido na forma de chás, gengibre ralado, sopas, saladas e sucos”, diz a nutricionista Pollyanna Ayub, da Amil.

Mamão e abacaxi
De acordo com Irineu Pantoja, o abacaxi e o mamão possuem naturalmente enzimas em sua composição chamadas bromelina e papaína, respectivamente, que auxiliam na digestão principalmente de proteínas. “Consumir uma fatia de abacaxi ou um quarto de mamão papaya após uma refeição rica em proteínas, como o churrasco, seria o ideal para uma digestão eficiente”, diz o gastroenterologista.

Banana
“A banana possui frutano, um amido resistente que contribui para o controle do índice glicêmico, melhora o colesterol e regulariza o trânsito intestinal”, diz a nutricionista Pollyana. Ela completa dizendo que essa fibra está presente principalmente na banana verde, e que o consumo ideal é de uma colher de sopa da fruta por dia. “Apesar de o frutano estar mais presente na fruta verde, a banana madura ajuda a reverter quadros de diarreia“, ressalta a nutricionista.

Iogurtes probióticos
Os probióticos são bactérias boas, que em contato com a mucosa intestinal favorecem a proliferação de micro-organismos que atuam promovendo o equilíbrio da flora intestinal. “Eles atuam prevenindo a proliferação de organismos patogênicos, revertendo quadros de diarreias e inibindo a colonização de bactérias no trato gástrico“, afirma Pollyana Ayub. A recomendação é ingerir uma porção (um potinho) de iogurte por dia.

Azeite
Pesquisas recentes indicam que o azeite pode inibir a formação excessiva de ácido gástrico, melhorando a digestão e prevenindo a azia. “Por ser uma gordura, o azeite estimula a produção de suco pancreático e a bile, facilitando a digestão”, completa. O azeite pode ser consumido nas saladas ou como tempero em qualquer outra preparação.

Chás digestivos
Alguns tipos de chá ajudam na digestão dos alimentos e diminuem a sensação de barriga estufada. “Chás de hortelã, alecrim, erva cidreira, camomila, sálvia, menta e psyllium são os digestivos mais conhecidos”, afirma a nutricionista Thatiana. De acordo com ela, o ideal é beber o chá entre 30 e 40 minutos após a refeição. “E quanto menor o processo de oxidação da planta, maior é a concentração de oxidantes e mais efetivo ele é”, afirma a nutricionista. Os chás podem ser consumidos de forma clássica ou acrescidos em sucos.

Couve
De acordo com a nutricionista Thatiana, essa verdura em especial contém substâncias que auxiliam no processo de cicatrização da mucosa, desintoxicando o aparelho digestivo e acalmando os sintomas da indigestão. O ideal é que a couve seja consumida crua, mas seus benefícios não se perdem com a cocção.

Evite beber durante as refeições
O gastroenterologista Irineu não aconselha a ingestão de líquidos durante a refeição. “Esse hábito compromete o processo digestivo e a utilização plena dos nutrientes ingeridos, comprometendo sua absorção”, diz. O melhor é ingerir líquidos antes ou 30 minutos após a refeição para garantir uma boa digestão.

Fonte: Informação retirada do Portal MinhaVida no dia 05 de março de 2014:

http://yahoo.minhavida.com.br/alimentacao/galerias/15186-nove-alimentos-que-ajudam-na-digestao