Arquivo da categoria ‘Saúde e Boa Forma’

” (…)

1. Pimenta-caiena
Caiena, jalapeño, habanero. As pimentas aceleram o metabolismo (são termogênicas) e também oferecem antioxidantes e ação anti-inflamatória – ótimo para reduzir o inchaço. Então, aproveite a sugestão para apimentar o seu jantar.

2. Iogurte
Estimular o funcionamento do intestino é apenas um dos benefícios oferecidos ao nosso organismo pelos probióticos — bactérias do bem (entre elas, Bifidobacterium e Lactobacillus) que são mantidas vivas durante todo o processo de digestão e, com isso, ajudam a recompor a microbiota, prevenindo infecções intestinais e reforçando as nossas defesas. Elas também ajudam a diminuir o colesterol ruim e aumentar a absorção de vitaminas do complexo B, além de amenizar os sintomas de sensibilidade à lactose. Substitua a sobremesa açucarada por uma taça de iogurte com frutas.

3. Gengibre
São duas as substâncias responsáveis pela ação termogênica dessa raiz: gingerol e sogaol. Bônus: impede a formação de gases. Pode ser consumido até por mulheres gestantes para combater o enjoo. Como usar: fresco (ralado, espremido ou em pedaço) e em pó, no molho para salada, no refogado de legumes, no suco e no chá.

4. Banana
As fibras solúveis da banana formam uma espécie de gel que preenche o estômago, espantando a fome por um bom tempo. Além disso, a fruta estimula o funcionamento do intestino e combate a ansiedade e o mau humor. É um alimento que combina doses importantes de vitamina B6 e triptofano – substâncias que, juntas, aumentam a produção de serotonina, o neurotransmissor do bem-estar. E, feliz, a gente resiste melhor aos doces. Você malha? Mais um motivo para apostar na banana. Lotada de potássio, melhora o poder de contração dos músculos, aumentando sua performance e, de quebra, a queima de calorias.

5. Limão e suco de limão
Sim, o velho truque da água de limão realmente funciona.  “O limão tem ação alcalinizante e, por isso, deixa o pH do sangue e de outros líquidos corporais menos ácidos. Isso favorece o funcionamento do metabolismo e do organismo como um todo, facilitando a perda e a manutenção do peso. O intestino também passa a funcionar a todo vapor e o fígado trabalha melhor”, ”, afirma a nutricionista Daniela Jobst, de São Paulo.

6. Alho
Ótima arma contra as células cancerígenas, ele também estimula o detox no organismo. Além disso, o alimento possui alicina, substância antifúngica que reduz o colesterol e a pressão arterial. Dica para deixá-lo mais poderoso: consuma cru.

7. Melancia e melão
Carregada de fibras e água, desincha e limpa o organismo. Para oferecer um efeito diurético ainda mais eficiente, você pode bater a fruta com as sementes e coar o suco. Já o melão é composto de 80% de água. Ou seja, hidrata mesmo quando consumido aos pedaços. Se você preferir transformá-lo em bebida vá em frente, mas evite coar para não eliminar as fibras, que garantem o poder da fruta em eliminar toxinas e a desinchar, o que ajuda muito na conquista de uma barriga mais lisinha.

Fonte: Informação retirada do Portal MSN no dia 21 de agosto de 2016:

http://www.msn.com/pt-br/saude/nutricao/7-alimentos-para-comer-%c3%a0-noite-que-v%c3%a3o-ajudar-voc%c3%aa-a-desinchar/ar-AAhKIsm?li=AAggXC1&ocid=mailsignoutmd

 

Anúncios

Alimentos Probióticos

Publicado: agosto 13, 2016 em Alimentação, Saúde

É na flora intestinal que estão os probióticos, bactérias que são essenciais para a boa saúde dos intestinos e que, ao contrário de outros ‘seres internos’, são benéficas para melhorar o processo digestivo e a saúde em geral.

Segundo o site Enatural, são vários os benefícios dos probióticos. Além de facilitarem o sistema digestivo (ajudando a produzir enzimas essenciais para degradar os nutrientes mais complexos, aumentando a assimilação dos mesmos), os probióticos, diminuem as diarreias, os gases intestinais e a obstipação.

Conta ainda a publicação que estas bactérias ‘boas’ previnem as infecções causadas por fungos, uma vez que normalizam o PH intestinal, e “produzem antibióticos naturais que, ao serem absorvidos pela corrente sanguínea, combatem infeções existentes em todo o corpo e não só nos intestinos”.

Os probióticos são ainda capazes de diminuir a absorção do colesterol e de ajudar a remover “vários tipos de toxinas, minimizando os seus efeitos nefastos”.

A saúde da pele fica igualmente melhor, assim como o sistema imunitário, que se torna mais forte, uma vez que estas bactérias aliadas conseguem normalizar “a produção de vitamina K e vitaminas do complexo B, nomeadamente a vitamina B12, no intestino”.

(…) conheça dez alimentos, selecionados pelo site Healthy Homestead, que são ricos em probióticos:

Queijo cru

Iogurte

Chocolate preto

Sopa miso

Pickles

Vinagre de cidra

Kombucha (bebida feita a partir da fermentação de um chá rico em cafeína)

Leite fermentado

Natto (alimento japonês à base de soja fermentada)

Kimchi (condimento coreano)

Fonte: Informação retirada do Portal MSN no dia 13 de agosto de 2016:

http://www.msn.com/pt-br/saude/nutricao/probi%c3%b3ticos-o-que-s%c3%a3o-e-em-quais-alimentos-est%c3%a3o/ar-BBou7Js?li=AAggXC1&ocid=mailsignoutmd#image=BBou7Iv|1

Água de Gengibre

Publicado: agosto 11, 2016 em Alimentação, Saúde e Boa Forma

Beber água com gengibre diariamente é um método eficaz de emagrecer. A mistura potente tem efeito diurético e termogênico e ajuda a eliminar a gordura corporal sem muito esforço. Além disso, ela ainda é capaz de reforçar o sistema imunológico e manter longe gripes e resfriados.
“A água de gengibre é ótima para o corpo em vários aspectos. Entre outras coisas, ela é boa porque aumenta a diurese, além de ser um termogênico que aumenta temperatura corporal e ajuda na eliminação de gordura, sem contar a enorme eficácia na melhoria da imunidade”, comenta a nutricionista Alessandra Carneiro.

Como Preparar e Consumir

Basta encher uma garrafa de água e adicionar o gengibre. A quantidade ideal é de 4 a 5 rodelas da raiz, ou duas colheres do alimento ralado. “Tanto ralado, quando em lascas ou rodelas, o efeito é o mesmo. Só não indico o gengibre em pó comercializado em mercados porque contém muitos conservantes”, indica a especialista.

A bebida emagrecedora pode ser consumida ao longo do dia, todos os dias. Caso opte por usar pedaços do gengibre, Alessandra dá a dica de trocar o alimento de dentro da garrafinha ao menos uma vez durante o dia para potencializar os efeitos.

Contraindicações

Grávidas e pessoas que sofrem com hipertireoidismo não devem consumir. A nutricionista alerta ainda para a necessidade de manter uma rotina saudável e ativa para conquistar os benefícios desse termogênico, independente de qual das formas para consumir gengibre a pessoa escolher. “O gengibre não deve ser tratado como um fator isolado para emagrecer, ele é coadjuvante, auxilia por aumentar a liberação de toxinas”.

Pode aumentar também a temperatura corporal, podendo aumentar o desconforto em mulheres com menopausa e ser prejudicial para quem esteja com febre. Na gravidez deve ser evitado, a não ser que seja liberado pelo médico que acompanha a gestante. Contra indicado para quem tem cálculos na vesícula biliar. Não recomendado para portadoras de hemofilia ou que estejam fazendo uso de anticoagulantes, pois ele pode interferir na coagulação. O gengibre pode reduzir os níveis de açúcar no sangue, potencializando os efeitos de remédios utilizados no tratamento do diabetes. Por isso, diabéticos devem utilizar gengibre com cautela. Indivíduos hipertensos ou cardíacos devem utilizar com cautela e de preferência só orientação médico. O gengibre pode interferir com a digestão do ferro, de várias vitaminas, como por ex.: A, D, E e K e, em medicamentos, como tetraciclina, digoxina, sulfa e fenotiazinas. Por fim, mesmo sendo um produto natural, deve ser consumido com cautela e com moderação.

Fonte: Informação retirada do Portal Blog Cantinho das Ideias no dia 11 de agosto de 2016:

http://www.blogcantinhodasideias.com.br/2014/09/agua-de-gengibre-emagrece-e-elimina.html

Nos Estados Unidos, a dra. Mary Newport está fazendo uma investigação sobre o uso de óleo de coco contra a doença de Alzheimer.

Sessenta e cinco pacientes com quadro de leve a moderado de Alzheimer estão sendo estudados para avaliar os efeitos do óleo de coco contra a doença, numa comparação com um placebo.
A dra. Newport espera ter os resultados dentro de um ano.
O mal de Alzheimer é um problema que atingiu a própria família da cientista, cujo marido tem lutado contra a doença há anos.
“Atualmente não existem dados clínicos que mostram os benefícios do óleo de coco sobre a prevenção e tratamento da demência”, declarou a pesquisadora.
Mas ela disse que começou a ver melhorias no marido depois que começou a dar a ele quatro colheres (sopa) de óleo de coco por dia.
“Antes do óleo de coco, ele não conseguia amarrar os sapatos e caminhava lento …
Isso melhorou.
Hoje ele caminha normalmente e voltou a correr.
Ele também voltou a ler, a conversa melhorou enormemente e, em seguida, ao longo de vários meses, vimos melhorias em sua memória “.
Antes de iniciar o tratamento com óleo de coco, segundo a dra. Newport, nenhuma das medicações existentes estava dando resultado.
Óleo de coco parece ser um alimento ideal para o cérebro
Existem apenas dois tipos de alimentos que o seu corpo pode converter em energia: carboidratos/açúcar e gordura.
As cetonas são o que seu corpo produz quando converte gordura (em oposição à glicose) em energia.
E uma fonte primária de corpos cetônicos são os triglicérides de cadeia média (TCMs) encontrados no óleo de coco.
De fato, o óleo de coco contém cerca de 66% de TCMs.
Triglicérides de cadeia média são gorduras que não são processadas pelo seu corpo da mesma maneira como os triglicérides de cadeia longa.
Normalmente, a gordura que entra no seu corpo deve ser misturada com a bile liberada pela sua vesícula biliar antes de poder ser processada pelo sistema digestivo.
Mas os triglicerídes de cadeia média vão diretamente para o seu fígado, que converte naturalmente a gordura em cetonas, ignorando a bile inteiramente.
 
Seu fígado então libera imediatamente as cetonas em sua corrente sanguínea, de onde são transportadas até o seu cérebro para ser facilmente utilizadas como combustível.
De quanto óleo de coco você precisa
Os níveis terapêuticos de TCMs têm sido estudados para algo em torno de 20 gramas por dia.
De acordo com cálculos da dra. Newport, um pouco mais de duas colheres de sopa de óleo de coco (cerca de 35 ml ou sete colheres de chá) iriam fornecer-lhe o equivalente a 20 gramas de TCMs, que é indicado tanto como uma medida preventiva como para o tratamento de doenças neurológicas degenerativas, como Alzheimer e Parkinson.
Mais pesquisa certamente precisa ser feita nesta área.
Mas os resultados obtidos pela dra. Newport com o marido são bem reveladores e promissores.
E, dessa forma, não há por que não incorporar o óleo de coco em sua dieta ou na de um ente querido que está apresentando sintomas de degeneração cerebral.
O óleo de coco tem muitos benefícios para a saúde, ele não vai fazer mal nenhum.
É importante notar que as pessoas toleram o óleo de coco de maneira diferente e você deve começar de forma devagar a usar essa gordura antes de chegar aos níveis terapêuticos.
Nossa sugestão é começar com uma colher de chá, tomando-a com alimentos no período da manhã.
Aos poucos, adicione mais óleo de coco todos os dias até ser capaz de tolerar cerca de duas a quatro colheres de sopa.
É melhor tomá-lo com comida, para evitar problemas no seu estômago.
(…)
Fonte: Informação retirada do Portal Cura Pela Natureza no dia 9 de agosto de 2016:

“(…)

Para que ocorra a digestão desses alimentos, o organismo gasta mais calorias no processo do que as calorias que o próprio alimento possui. Então, incluir esses alimentos no dia a dia é uma ótima forma de auxiliar o processo de emagrecimento.

(…)

calorias-negativas-hortaliças-blog-da-mimis-michele-franzoni

calorias-negativas-frutas-blog-da-mimis-michele-franzoni

(…)

Outro fator que influencia no gasto calórico durante a digestão é o modo de preparo dos alimentos, vegetais crus são mais difíceis de digerir do que os cozidos. Comer devagar também gasta mais calorias, e claro que o metabolismo de cada pessoa influência muito.

Ah! Os alimentos ricos em  proteínas (…) Apesar de não serem considerados calorias negativas, elas são de lenta digestão e gastam mais calorias para serem digeridos. (…)

Fonte: Informação retirada do Portal Blog da Mimis no dia 7 de agosto de 2016:

http://blogdamimis.com.br/2014/05/30/alimentos-com-calorias-negativas-quero-ja/

“(…)

Iorgute

Ele contém proteínas que ajudam a manter a pele firme, tornando-o resistente a rugas. Dr. Nicholas Perricone, um dermatologista americano, acredita que o iogurte grego é ainda melhor, pois tem o dobro do teor de proteína.

Azeite de Oliva

Os principais anti-oxidantes como a vitamina E, polifenóis, e fitoesteróis presentes no azeite evitam o envelhecimento prematuro da pele. Além disso, você pode substituir o creme de noite regular com azeite biológico, porque este último não obstrue os poros e é facilmente absorvido pela pele.

Soja

Aglicona, uma isoflavona presente na soja, melhora a elasticidade da pele e evita que o colágeno se quebre,  que é responsável por rugas e flacidez.

Nozes

Elas são ricas em ácidos graxos ômega-3 chamado ácido alfa-linolênico, que é muito importante para aqueles que não comem peixe. A falta desta gordura no corpo deixa a pele seca e escamosa.

Chocolate Preto

Ele contém uma série de anti-oxidantes e propriedades que protegem a pele dos raios UV prejudiciais, que normalmente levam a queimaduras de sol e cancro de pele. O chocolate escuro também irá ajudar a sua pele reter a umidade.

Casca de laranja

Eles são uma rica fonte de vitamina C, cálcio e fibras. Elas ajudam a renovar as células da pele e prevenir a síndrome do intestino irritável. Se você não gosta de comer cascas, pode secá-las e utilizar como máscaras de beleza orgânicos.

Semente de girassol

Sementes de girassol são cheias de vitamina E, que ajuda o corpo a combater a inflamação da pele. As sementes também previnem a acne.

Ostra

As ostras são uma das melhores fontes de zinco na dieta, o mineral que é responsável para o crescimento e funcionamento apropriado das células da pele. Segundo alguns estudos, as pessoas propensas a acne geralmente têm baixo nível do mineral.

Couve

A potência nutricional contém anti-oxidantes tais como vitamina C, betacaroteno, campferol e quercetina, prevenindo a perda de elasticidade da pele que é geralmente causada pela radiação ultravioleta excessiva.

Cavala

É uma das melhores fontes de vitamina B12, e a falta desta vitamina leva a hiperpigmentação (pontos negros) e vitiligo (manchas brancas).

Alecrim

Uma grande fonte de antioxidantes tais como carnosol e de ácido ursólico, o alecrim efetivamente impede que o cancro de pele mortal chamado melanoma.

Vinho Tinto

O nível de antioxidantes, tais como polifenóis e resveratrol, no vinho tinto é superior em comparação com o sumo de uva. Estes antioxidantes absorvem os radicais livres que são majoritariamente responsáveis pelo envelhecimento e doenças relacionadas à idade. Um copo de vinho tinto por dia é suficiente para manter a pele macia e suave.

Pimentões

Os pimentões são uma grande fonte de vitamina C. Além de ajudar você deixar a pele com aparência mais jovem, a vitamina irá manter os radicais livres em funcionamento.

Morangos

O antioxidante presente no chamado elágico dos morangos minimiza rugas, evitando a destruição do colágeno. Ele também protege a pele contra os raios UV, que podem causar envelhecimento prematuro da pele.

Kiwi

É rico em ácidos graxos ômega-3 que evitam vários problemas de pele enquanto protege as membranas celulares. A elevada quantidade de colágeno presente no fruto, aumentam a elasticidade e brilho da pele.

Sardinhas

O peixe rico em nutrientes contém ómega-3, B-12, proteínas, cálcio e ferro.  O omega-3 impede vários problemas de pele, incluindo acne adulta e caspa.

Café

Bebedores regulares de café são menos expostos ao risco de melanoma, um tipo de cancro de pele, de acordo com um estudo de 2007 publicado no European Journal of Cancer Prevention. Especialistas acreditam que ter seis xícaras de café por dia reduzem o risco de cancro em 30%; No entanto, o consumo excessivo pode causar outros problemas de saúde.

Carne Capim

Além de ter alta proporção de ômega-3 para ácidos graxos ômega-6 que ajuda a reduzir a inflamação, carne oriunda de animais alimentados com capim é rica em proteínas, que ajudam na construção e manutenção de colágeno e tecido elastina.

Abóbora

Abóbora cozida é uma das melhores fontes de beta-caroteno, que o corpo converte em vitamina A. Esta vitamina promove o crescimento das células da pele, mantendo a pele lisa e sem rugas.

Tomates

Os tomates contêm licopeno em abundância, que protege as células da pele dos radicais livres que podem danificar células e DNA danos. Embora eles não possam substituir o protetor solar, eles têm o potencial para proteger a pele dos raios solares nocivos. A vitamina A presente no tomate ajuda a manter a pele saudável e cabelo.

Aveia

A aveia, que contém fibras, ômega-3 ácidos graxos e ferro, é livre de carboidratos de açúcar e assim a produção de hormônios conhecidos como andrógenos, é controlado. Quando o nível de androgénios sobe, glândulas sebáceas da pele secretam mais óleo, levando a acne.

Ovos

Os ovos são uma grande fonte de proteína, que é necessária para reparar tecidos e endurecimento da pele. Além disso, a luteína em ovos ajuda a reter a maciez e elasticidade da pele.

Romã

Este fruto é embalado com polifenóis e antioxidante que combate os radicais livres prejudiciais e regula o fluxo sanguíneo. Você pode até aplicá-lo sobre a pele por linhas suaves e efeito hidratante.

Grãos de bico

Ele contém manganês, que ajuda as células da pele produzem energia e combater as rugas. Além disso, molibdénio presente no bico detoxes pele, enquanto que o elevado nível de folato repara os danos dos raios solares nocivos e toxinas.

Feijão

Feijão comum são outra grande fonte de zinco, um mineral que Dr. Jessica Wu de Los Angeles, Califórnia, EUA, acredita lutas manchas. “Isso pode ser por causa das propriedades curativas de zinco”. Além disso, estudos sugerem que o zinco tópica é tão útil contra a acne, como os antibióticos são.

Fonte: Informação retirada do Portal MSN no dia 5 de agosto de 2016:

http://www.msn.com/pt-br/saude/nutricao/25-alimentos-que-fazem-bem-%c3%a0-sua-pele/ss-AAi7uKQ?li=AAggPNl&ocid=mailsignoutmd

” (…)

Brócolis

Devido aos bons níveis de vitaminas do complexo B, antioxidantes e magnésio, além de outros nutrientes como vitamina A, C, K, ácido fólico, cálcio, ferro, fósforo e potássio, o brócolis, assim como o agrião, rúcula e outros vegetais de cor verde escura, é um ótimo aliado de quem sofre de enxaqueca. Além disso, ele ainda atua na prevenção de outras doenças graves, como o AVC (acidente vascular cerebral) e o câncer.

Ovo

Por serem ricos em vitaminas do complexo B (notadamente a B1, B2, B3, B5, B9 e B12), os ovos ajudam no combate de dores de cabeça e enxaqueca. Além disso, o alimento ainda ajuda no desenvolvimento da musculatura e na melhora da saúde dos olhos.

Frutas Vermelhas

As frutas vermelhas, além de deliciosas, ajudam no combate a dores causadas por artrite. Isso porque essas frutas são ricas em antocianinas, antioxidantes responsáveis pela coloração dessas frutas, que bloqueiam a inflamação e inibem enzimas relacionadas à dor.

Cenoura

Rica em antioxidantes, a cenoura ajuda no combate às dores de cabeça. Outros benefícios da cenoura são a melhora da pele e da visão.

Gengibre

O gengibre atua como analgésico e como anti-inflamatório natural, que ajuda no combate de enxaquecas, dores causadas por artrite e dores musculares. Além disso, ele ainda ajuda no alívio de enjoos, na diminuição dos gases intestinais e no tratamento de gripes e resfriados.

Melancia

Por possuir um ph alcalino, a melancia combate a acidez do suco gástrico, atuando positivamente sobre as dores de estômago e gastrite.

Cranberry

O cranberry ajuda na prevenção de úlceras. Isso porque o consumo do suco dessa fruta possui a capacidade de evitar que haja a adesão da bactéria H. Pylori na mucosa do estômago.

Azeite

Por ser rico em antioxidantes e vitamina E, o azeite ajuda no combate às dores de cabeça. Isso porque ele é capaz de melhorar a circulação, reduzir a inflamação e equilibrar os níveis hormonais. Outras boas fontes são as castanhas, manteiga de amendoim, óleo de canola e sementes.

Melão

Rico em potássio, que está relacionado com as contrações e o relaxamento muscular, o melão ajuda a evitar dores nos músculos – a banana também apresenta essa substância, mas no melão o potássio pode ser encontrado em maior quantidade.

Óleo de peixe

Rico em ômega-3, nutriente benéfico para a saúde cardiovascular, para o bom humor e para a melhora do fluxo sanguíneo, o óleo de peixe tem o poder de aliviar dores nas costas, no pescoço e nas articulações. Isso porque o ômega-3, presente no óleo, possui ação anti-inflamatória.

Café

O café pode ajudar ou piorar a dor de cabeça. Isso porque a cafeína tem ação analgésica no sistema nervoso central. Além disso, a cafeína ainda potencializa a ação de um analgésico comum, como dipirona ou paracetamol, já que facilita a entrada e a ação dessas substâncias no sistema nervoso. Por outro lado, para a pessoa que tem dores de cabeça frequentes, o café não é indicado. É que nesse caso a bebida pode transformar aquela dor em um problema crônico. O abuso do café também pode gerar dores de cabeça por abstinência da cafeína.

Cúrcuma

Utilizada como tempero em diversos pratos, a cúrcuma, também conhecida como açafrão da terra, ajuda no alívio das dores em articulações e da colite. Isso porque ela possui uma substância chamada curcumina, que apresenta propriedades anti-inflamatórias, protegendo o corpo da destruição nos tecidos e da inflamação nas articulações.

Fonte: Informação retirada do Portal Guia da Semana no dia 3 de agosto de 2016:

http://www.guiadasemana.com.br/bem-estar/galeria/12-alimentos-com-propriedades-medicinais